sexta-feira, 30 de novembro de 2012

ADVENTO


PE JOSÉ CARLOS DE GÓIS
Parte de sua síntese teológica:
A Comunidade cristã 
celebra o mistério pascal de Jesus Cristo 
no decorrer do ano litúrgico
UNISAL - Campus Pio XI
2009

Advento: origem e atualidade

Com a celebração do Natal a Igreja passou a destacar o nascimento de Jesus Cristo e a exemplo da páscoa que já era antecedida por quarenta dias de preparação, a Igreja “fez preceder as festividades natalícias com um período de preparação composto de quatro ou seis semanas.”[1] Este período passou a ser designado de advento.
O termo Adventus (parousia) é uma palavra cristã de origem profana. Do ponto de vista cultual, significava a vinda anual da divindade em seu templo para visitar seus fiéis: o deus, cuja estátua era proposta ao culto, permanecia assim no meio dos seus enquanto durava a solenidade. Nas obras cristãs dos primeiros séculos, especialmente a Vulgata, Adventus torna-se o termo clássico empregado para designar a vinda de Cristo entre os homens: sua vinda na carne, inaugurando os tempos messiânicos, e sua vinda gloriosa, que coroará a obra redentora no fim do mundo.[2]
A concepção cristã do advento como preparação para a vinda de Cristo se deu aos poucos no Ocidente, mais especificamente na França ou na Espanha, nos séculos IV e V. Em Roma, apenas a partir do século VI. Ambas as regiões perceberam a necessidade de uma preparação para as festas de Natal, com exceção de Roma que tinha outro foco.
A sua característica ascética parece dever-se ao fato de ser um tempo dedicado à preparação dos catecúmenos para o batismo. No fim do século VII, em Roma, encontra-se um Advento litúrgico de cinco domingos, provindo, talvez, da Gália ou de Ravena ou da Itália meridional.[3]
Inicialmente, a ascese[4] era destinada principalmente aos catecúmenos e, o tempo do advento, a exemplo da quaresma, era o tempo de última preparação intensiva dos catecúmenos para o mergulho nas águas batismais a dar-se não na Páscoa, mas na Epifania. o advento litúrgico de Roma estava mais centrado na preparação à segunda vinda de Cristo (Mt 24,27) do que para o natal. No decorrer da história é que estas duas dimensões foram unidas.
O Tempo do Advento possui dupla característica: sendo um tempo de preparação para as solenidades do Natal, em que se comemora a primeira vinda do Filho de Deus entre os homens, e também um tempo em que, por meio desta lembrança, voltam-se os corações para a expectativa da segunda vinda do Cristo no fim dos tempos. Por este duplo motivo, o Tempo do Advento se apresenta como um tempo de piedosa e alegre expectativa.[5]
Desde os séculos X e XI o tempo do advento é de 4 domingos. Seu início é 27 de novembro e 03 de dezembro e, mesmo que o quarto domingo caia em 24 de dezembro, ele não será suprimido. Com este tempo a Igreja inicia seu novo ano litúrgico.


A oração no Advento: alguns elementos
Como foi dito, Advento é o tempo de preparação para as solenidades do Natal do Senhor. Comemora-se a primeira vinda do filho de Deus entre os homens e a expectativa da segunda vinda de Cristo no fim dos tempos. Segue o prefácio do advento I que destaca a dimensão das duas vindas de Cristo.
Revestido de nossa fragilidade, ele veio a primeira vez para realizar seu eterno plano de amor e abrir-nos o caminho da salvação. Revestido de sua glória Ele virá uma segunda vez para conceder-nos em plenitude os bens prometidos que hoje, vigilantes, esperamos (MR p. 406).
A oração do dia do quarto domingo do Advento, às vésperas da celebração do Natal, além de destacar a expectativa do Senhor que vem, também apresenta a sua dimensão pascal.
Derramai, ó Deus, a vossa graça em nossos corações para que, conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação de vosso Filho, cheguemos, por sua paixão e cruz, à glória da ressurreição (MR p. 132).
Observa-se que mesmo sendo uma oração em preparação para o natal, em que se celebra o nascimento de Jesus, ela não deixa de realçar a dimensão pascal da paixão-morte e ressurreição de Jesus. Na oração, esta dimensão também está associada ao desejo dos fiéis de alcançarem a glória celeste fazendo as mesmas experiências de Jesus Cristo.
Noutras orações do Advento também é destacada a esperança no Cristo que vem. A esperança se expressa com especial intensidade na missa da Vigília de Natal. A antífona desta missa diz: “Hoje sabereis que o Senhor vem e nos salva; amanhã vereis a sua glória” (MR p.151).





[1] Cf. Bergamini, Augusto. Ano litúrgico, p. 59.
[2] Apud, Jounel, Pierre. O ano litúrgico, p. 92.
[3] Bergamini, Augusto. Cristo, festa da Igreja, p. 178.
[4] Entende-se por ascese o conjunto dos esforços mediante os quais se quer progredir na vida moral religiosa. Em seu sentido originário indicava qualquer exercício - físico, intelectual e moral – realizado com certo método visando a um progresso. Goffi, Tullo. Ascese. In: _____.  Dicionário de Espiritualidade. São Paulo: Paulinas, 1989,  p. 50.
[5] Normas universais sobre o ano litúrgico e o calendário, n. 39.

Nota da CNBB sobre a seca no Nordeste


cnbb“Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos em apuros, mas não desesperançados” (2Cor 4,8)
Nós, bispos do Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil -CNBB, reunidos em Brasília-DF, nos dias 27 e 28 de novembro de 2012, vimos manifestar nossa solidariedade aos irmãos e irmãs que sofrem com a seca no Nordeste. Esta situação, que se prolonga de forma desalentadora, exige a soma de esforços e de iniciativas de todos: governo, Igrejas, empresários, sociedade civil organizada - para garantir às famílias a superação de tamanha adversidade.
Os recursos liberados pelo governo e o auxílio das Cáritas Diocesanas e de outras entidades são, sem dúvida, imprescindíveis para o socorro imediato dos afetados por tão longa estiagem, considerada a pior nos últimos 30 anos. Estas iniciativas têm contribuído para diminuir a fome, a mortalidade infantil e o êxodo. Sendo, porém, a seca uma realidade do semiárido brasileiro, é urgente tomar medidas eficazes que possibilitem a convivência com este fenômeno. Considerem-se, para esse fim, o desenvolvimento de políticas públicas específicas para a região e o aproveitamento das potencialidades das populações locais.
Preocupa-nos o risco de colapso hídrico urbano devido à falta de planejamento para um adequado fornecimento de água. Especialistas na área vêm nos mostrando que há meios mais baratos e de maior alcance social do que os megaprojetos, como a transposição dos recursos hídricos do Rio São Francisco, construção de grandes açudes, dentre outros.
No meio rural, as cisternas para a captação de água de chuva, iniciativa da Igreja Católica, mostraram-se eficientes para enfrentar períodos de estiagem prolongada. É importante ampliar essa iniciativa e também investir na construção de cisternas “calçadão” para a produção de hortaliças. Já a aplicação dos recursos financeiros e técnicos necessita ser ampliada e universalizada, levando-se em conta o protagonismo das populações locais e de suas organizações, no campo e na cidade. Torna-se necessário o controle para que os recursos sejam otimizados e cheguem realmente aos mais necessitados. Um planejamento adequado pode garantir soluções permanentes e duradouras que assegurem as condições de vida digna para todos.
A fé e a esperança, distintivos de nossos irmãos nordestinos, animem seus corações nesta hora de sofrimento e de dor. “Esperando contra toda esperança” (Rm 4,18), confiem-se ao Deus da vida e por seu Filho clamem: “Fica conosco, Senhor, porque ao redor de nós as sombras vão se tornando mais densas, e tu és a Luz; em nossos corações se insinua a desesperança, e tu os fazes arder com a certeza da Páscoa” (DAp 554).
Que o Divino Espírito Santo e Maria iluminem e inspirem a todos na esperança e na construção do bem.
Brasília, 28 de novembro de 2012.
Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida
Presidente da CNBB

Dom José Belisário da Silva
Arcebispo de São Luís do Maranhão
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB

Papa celebrará Missa de Encerramento da JMJ Rio2013 em Guaratiba


Papa celebrará Missa de Encerramento da JMJ Rio2013 em Guaratiba.

Guaratiba, na Zona Oeste, foi o local escolhido para receber a Vigília e a Missa de Encerramento da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, nos dias 27 e 28 de julho, respectivamente.
O anúncio acaba de ser feito pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes, e pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, durante o II Encontro Preparatório para a JMJ Rio2013, que está sendo realizado esta semana, na capital fluminense.
A organização da Jornada trabalhará com a estrutura de lotes e ruas, que contarão com ilhas de serviço para apoiar os peregrinos. Estes locais contarão com banheiros, postos médicos, alimentação, tendas de adoração, torre de segurança, telões e bebedouros. Ainda de acordo com a organização, o planejamento para o acesso ao terreno estuda duas possibilidades: a chegada a pé, a partir de pontos de desembarque, por três opções de trajetos, de cerca de 13 quilômetros cada; e a saída por meio de um sistema de shuttle, que é um serviço de transporte especial.
(http://www.rio2013.com/pt)

Fonte: Zenit.org

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

FESTA DE CRISTO REI EM MULUNGU-PB


Na tarde deste domingo, 25, a Diocese de Guarabira encerrou mais um ano litúrgico (2012), com a Solenidade de Cristo Rei do Universo e, também, a comemoração do Dia dos cristãos leigos e leigas. A grande Celebração Diocesana aconteceu na Paróquia Santo Antônio, na cidade de Mulungu – PB, sendo presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Lucena, e concelebrada por todo o clero da Diocese de Guarabira.

Representantes de diversas pastorais, movimentos, grupos e serviços de todas as 32 Paróquias e Regiões Pastorais se fizeram presentes na Solene Celebração, que foi precedida de uma grande caminhada que conduzia a Imagem de Cristo Rei, saindo da Comunidade Rainha da Paz, onde às 14h, deu-se início com a animação e a acolhida das primeiras caravanas.

Logo no início da celebração, já na Igreja Matriz de Santo Antônio, o cura da Catedral de Nossa Senhora da Luz, Pe. Adauto Tavares, fez uma calorosa apresentação de todas as cidades presentes, como também dos padres, religiosas e seminaristas da Diocese de Guarabira e da vizinha Diocese de Campina Grande.

Na homilia, Dom Lucena lembrou o Ano da Fé, destacando a beleza da comunhão de toda a Diocese, no encerramento de mais um Ano Litúrgico, na ocasião em que se celebrava a Solenidade de Cristo Rei do Universo. O Bispo denunciou, ainda, os contra valores propagados pela sociedade atual. ”Hoje reina o paganismo, hoje reina o relativismo, o individualismo, hoje reina a banalização do que é sagrado. Não será então uma ilusão, uma alienação - de quem não quer ver a verdade dos fatos -, dizer que Cristo é Rei? É uma pergunta. E perguntamos ainda: Não estaria a Igreja iludida? que pensa como há dois ou três séculos atrás. O mundo nos grita aos ouvidos: Cristo não é mais Rei, não queremos que esse aí reine sobre nós...” “O reino de Cristo é o reino da verdade e da vida, Reino da santidade e da graça, Reino da justiça, do amor e da paz. Este reino permanecerá para sempre”. destacou




























Fonte: Diocese de Guarabira

FESTA DA COMUNDADE SAGRADA FAMÍLIA


Diocese de Guarabira
Paróquia Santo Antônio
Tema: Sagrada Família exemplo de fé e santidade
Festa da Comunidade
Sagrada Família
21 a 30 de dezembro de 2012


PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA

21.12 – Sexta - Abertura da Festa
19:00 Missa  de 1ª Eucaristia.
Celebrante: Pe. Geraldo
Após a missa: quermesse

22.12 – Sábado – 2° dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Missa.
Celebrante: Pe. José Fabiano
Após a missa: quermesse

23.12- Domingo – 3° dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Missa.
Celebrante: D. Lucena
Após a missa: quermesse

24.12 – Segunda-feira – 4° dia
05:30 Ofício Divino
21:00 Missa de Natal na Matriz.


25.12 – Terça-feira – 5° dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Missa
Celebrante:  Pe. José Floren

26.12 – Quarta-Feira – 6° dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Celebração Penitencial
 Celebrante:  Pe. Geraldo, crl


27.12 – Quinta-feira – 7° dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Missa. 
Celebrante: Pe. Anselmo
Após a missa: quermesse

28.12 – Sexta – 8° dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Missa. Celebrante: Pe. Romildo


29.12 – Sábado 9º dia
05:30 Ofício Divino
19:30 Celebração da Palavra
Celebrante: Diác. Raminho
Após a missa: quermesse

30. 12 – Domingo – 10º dia
Encerramento
19:00 Procissão saindo da Comunidade e retornando para ela.
Celebrante: Pe. José Carlos, crl
Após a missa: Quermesse e Leilão

ORAÇÃO À SAGRADA FAMÍLIA
Sagrada Família de Nazaré:ensina-nos o recolhimento, a interioridade, dá-nos a disposição de escutar as boas inspirações e as palavras dos verdadeiros mestres; ensina-nos a necessidade do trabalho, da preparação, do estudo, da vida pessoal interior, da oração, que Deus vê em segredo. Ensina-nos o que é a Família, sua comunhão de amor, sua beleza simples e austera, seu caráter sagrado e inviolável. Amém
(Paulo VI)

MENSAGEM
Louvamos e agradecemos a Deus por mais um ano de caminhada.
Pelas alegrias e tristezas, dificuldades e superações.
Agradecemos todos àqueles que no decorrer do ano passaram pela nossa comunidade, seja nas missas, pastoral familiar, catequese, orações do terço, círculos bíblicos, adorações ou oração do meio dia, especialmente àqueles que com seu voluntariado ajudou nas atividades de nossa comunidade.
Nossos sinceros agradecimentos aos dizimista que, pela sua fidelidade mensal, tem ajudado na evangelização. Que o bom Deus cubra a todos de muitas bênçãos.
Esperamos contar novamente com a sua presença em 2013 e, desde já, desejamos-lhe um abençoado Natal e um próspero ano novo.
(Lideranças da Comunidade)




terça-feira, 27 de novembro de 2012

Diocese de Guarabira celebrará a Novena de Natal 2012


A cada ano, com a chegada do advento, as comunidades paroquiais, pastorais, grupos e movimentos de toda a Diocese de Guarabira vivenciam através da Novena de Natal, uma experiência de comunhão fraterna, de oração familiar e de partilha solidária, em preparação para a grande Celebração do Natal do Senhor.
Para isso, encontra-se disponível na Cúria Diocesana, em Guarabira, o subsídio Novena de Natal 2012, preparado especialmente por uma Comissão Regional para a Novena de Natal, tendo como Bispo referencial Dom Genival Saraiva de França, Presidente da CNBB Nordeste 2.

Em seu segundo ano de publicação, a Novena de Natal 2012 vai abordar o tema da Juventude como uma preparação tanto para a Jornada Mundial da Juventude no Rio, em 2013; quanto para a Campanha da Fraternidade do ano que vem, que trará a Juventude como tema. O intuito é de que esta Novena atinja não só as famílias em si, mas os jovens e seus grupos e movimentos.

Fonte: Diocese de Guarabira

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

XI Assembleia Diocesana de Pastoral


 

Tendo conhecimento do nosso II Plano Diocesano de Pastoral 2012-2015, e seguindo as suas recomendações para o ano de 2013 – Ano da Fé, da Missão, da Juventude e do Diálogo –, após atenta reflexão de nossa caminhada em 2012, toda a Diocese de Guarabira é impelida a lançar-se nas conquistas do ano de 2013, com a realização da XI ASSEMBLEIA DIOCESANA DE PASTORAL que acontecerá, nos dias 14 e 15 de dezembro, no Santuário Pe. Ibiapina, Santa Fé, em Solânea e terá como tema: “Partir de Cristo para a Missão, suscitando vida em comunidade”.

Participarão da Assembleia, Padres, Diáconos, Religiosas, Seminaristas, 03 Leigos (as) de cada Paróquia e Área Pastoral e os coordenadores (as), devidamente nomeados, das Pastorais, Movimentos e Serviços Diocesanos.

Esta Assembleia testemunhará a nossa união no amor a de Cristo, promoverá a comunhão eclesial e imprimirá no nosso coração um maior sentido de co-responsabilidade na Missão comum e de pertença a uma mesma e grande comunidade Espiritual.

Rezemos pelo êxito da XI Assembleia Diocesana de Pastoral, a fim de que o Espírito Santo de Deus ilumine, oriente e conduza nossa Igreja Diocesana com a luz de sua Sabedoria Divina. E, com a proteção materna de N. Sra. da Luz, contribuamos como Discípulos (as) Missionários (as) para crescermos na Fé, na Missão e no Diálogo.

Fonte: Diocese de Guarabira

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Aniversário do Terço dos Homens

A paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem
localizada em Alagoa Grande-PB
celebou na última terça-feira, 20/11,
mais um aniversário do terço dos homens.
Caravanas das paróquias e áreas pastorais da Diocese de Guarabira
marcaram presença no aniversário.
A missa foi presidida pelo nosso bispo diocesano D. Lucena
e concelebrada pelos padres: Mons. Nicodemos, Pe. Uelvo e Pe Marcos.