quinta-feira, 6 de março de 2014

Campanha da Fraternidade: Tráfico Humano

IGREJA CATÓLICA DIZ QUE MAIS DE 7 MIL PESSOAS FORAM VÍTIMAS DO TRÁFICO HUMANO NA ÚLTIMA DÉCADA, NA PARAÍBA. Em média, a cada dia, duas pessoas são traficadas, na Paraíba. A estimativa foi feita pela Igreja Católica, através de um levantamento das pastorais, ao longo de quatro anos de visitação às comunidades.

De acordo com o estudo, sete mil paraibanos foram vítimas do tráfico de seres humanos, na última década. No Brasil, a estimativa é de que 50 mil pessoas tenham sido traficadas em dez anos, para outros estados e para o exterior.

A Paraíba está entre os Estados com maior número de vítimas, junto com Piauí e Alagoas. Por conta desses dados, o tráfico de humanos vai ser tema da Campanha da Fraternidade 2014, que será lançada oficialmente hoje (05).

Segundo o padre Egídio de Carvalho Neto, que dirige a Paróquia de Nossa Senhora de Aparecida, no Bairro 13 de Maio, em João Pessoa, os principais destinos das pessoas traficadas no Brasil, no chamado ‘mercado nacional’, são as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza.

No exterior, os brasileiros são mais traficados para os países da Europa. O público-alvo dos traficantes são travestis, rapazes e moças, com idade de começar a vida profissional, que passam a servir à exploração sexual, na maioria dos casos.


“Os relatos das famílias, feitos aos membros das nossas pastorais, mostram que os jovens foram seduzidos com propostas de trabalho e acabaram nas mãos de traficantes”, comentou.(Fonte: Folha do Sertão).

Nenhum comentário:

Postar um comentário